Melissa lança coleção inspirada nas Princesas Disney

A marca de calçados Melissa fez uma parceria com a Disney e lançou uma nova coleção inspirada nas princesas.

A linha, intitulada Melissa Ultragirl Sweet Love + Disney, traz quatro modelos estrelados pela Belle e Cinderella. Ambas ganharam apliques gliterizados com corações ou laços e desenhos estampados nas palmilhas.

melissaultragirldisney

Para mais informações de preço e locais de compra, acesse o site oficial da marca.

– Ariel

Anúncios

Fan arts de Kathryn Hudson

As ilustrações da norte-americana Kathryn Hudson são super conhecidas. É ela a responsável pelas séries das Princesas Disney vestidas para um baile de formatura e também de noivas, sendo cada vestido combinando com a época que a personagem vive.

baileformatura_kathrynhudson casamento_kathrynhudson

À esquerda: Rapunzel, Flynn Rider, Eric, Ariel, Branca de Neve e os sete anões, Lilo, Stitch, Philip, Aurora, Quasímodo e Esmeralda no baile de formatura. À direita: os casamentos de Adam & Belle, Aladdin & Jasmine, Hercules & Meg e Tarzan & Jane.

Além desses, a Kathryn já desenhou as princesas as relacionando com birthstones, que são pedras que correspondem cada mês do ano e simbolizam as qualidades que as pessoas nascidas naquele período tem. Cada uma vem com um poeminha sobre a pedra e o que ela significa, criado pela empresa Tiffany & CO.

Janeiro - Granada (Pocahontas) / Fevereiro - Ametista (Meg) / Março - Água Marinha (Mulan) / Abril - Diamante (Cinderella) / Maio - Esmeralda (Rapunzel) / Junho - Perola (Ariel) / Julho - Rubi (Branca de Neve) / Agosto - Peridoto (Belle) / Setembro - Safira (Jasmine) / Outubro - Opala (Aurora) / Novembro - Topazio (Esmeralda) / Dezembro - Turquesa (Tiana)
Janeiro – Granada (Pocahontas) / Fevereiro – Ametista (Meg) / Março – Água Marinha (Mulan) / Abril – Diamante (Cinderella) / Maio – Esmeralda (Rapunzel) / Junho – Perola (Ariel) / Julho – Rubi (Branca de Neve) / Agosto – Peridoto (Belle) / Setembro – Safira (Jasmine) / Outubro – Opala (Aurora) / Novembro – Topazio (Esmeralda) / Dezembro – Turquesa (Tiana)

Nas suas mais recentes obras envolvendo as princesas, a artista se inspirou nos anos 80. Nascida em 1985, Kathryn afirma que adora a moda da época e que sempre usa as Princesas Disney como modelos porque “quase todo mundo as reconhece e tem uma favorita“. E é verdade! 😀

Alice, Jasmine, Mulan, Branca de Neve, Jane e Ariel
Alice, Jasmine, Mulan, Branca de Neve, Jane e Ariel

Para conhecer mais do trabalho da norte-americana, acesse o seu site oficial.

– Ariel

Se as Princesas Disney fossem Príncipes e vice-versa

Assim como nesse post aqui, o dono do Tumblr Let There Be Doodles fez a sua própria versão das Princesas Disney se fossem Príncipes e vice-versa.

O resultado ficou interessante, pois ele apenas manipulou as imagens originais, fazendo com que os personagens parecessem realmente retirados do desenho.

princes_ish

As princesas viraram homens um tanto exóticos, não?! O sucesso foi tanto que ele criou também a versão dos príncipes:

princesses_ish

Achei que ficaram tão bonitos como princesas quanto as suas respectivas!

Na verdade, até mesmo o responsável por essas ilustrações gosta de confundir e se mostra tanto como homem quanto como mulher também. O artista e cosplayer trabalha com arte digital e se auto-intitula como TT. Em seu Tumblr, além de suas artes, existem várias fotos e gifs de transformação pessoais, bem divertido 🙂

– Ariel

BuzzFeed avalia os Príncipes da Disney no aplicativo Lulu

A polêmica da vez é o tal aplicativo Lulu, uma plataforma feita exclusivamente para mulheres que serve para avaliar seus amigos, parceiros, ex-namorados, o vizinho etc. Muita gente tem levado a sério o assunto, mas ainda bem que existem outros que sabem que isso não passa de uma brincadeira boba e, adivinhem, colocaram até os Príncipes da Disney no meio. Sim, aqueles mesmo, considerados perfeitos em seus cavalos brancos… Haha!

Pegando carona na nova sensação do momento, o pessoal do BuzzFeed resolveu avaliar os queridos príncipes de um jeito bem sutil, é claro, alegando ainda que as histórias seriam bem diferente, caso as princesas usassem o aplicativo. O resultado, claro, ficou super engraçado!

               

PS: A opinião das donas do blog sobre o aplicativo se diferem uma da outra, portanto não vamos entrar em questões machistas/feministas e nem expor nosso parecer. O post deve ser interpretado apenas como uma brincadeira, sem ofensas aos anti-Lulu. 😉

– Ariel

A polêmica por trás da idade da Fera

Esse assunto assombra muitos fãs da Disney, em especial os que tem como filme preferido “A Bela e a Fera”. O site BuzzFeed já até fez uma lista das 12 questões sem resposta da animação e a que mais intriga é, sem dúvidas, a idade da Fera.

No início do longa temos a explicação que a Fera, mais conhecido como Príncipe Adam (aliás, não sei da onde tiraram esse nome porque ele não é citado no filme), é amaldiçoado por uma feiticeira por ser arrogante e egoísta. As imagens mostram um rapaz, evidentemente adulto, e isso seria completamente aceitável se o narrador – na versão em inglês original não dissesse que a tal rosa encantada iria murchar no aniversário de 21 anos dele.

Agora dando uma acelerada no filme… Na cena em que Lumiere canta “By My Guest” para a Belle, ele diz que estão amaldiçoados há 10 anos. Ou seja, o príncipe tinha apenas 11 anos quando foi transformado em fera.

Po, quem iria amaldiçoar uma criança só porque ela não deixou entrar em casa?! Sendo que, aparentemente, ele é órfão e estava sozinho! Provavelmente ficou com medo ou sei lá. Feiticeira sem paciência essa, não?!

Bom, eu prefiro acreditar que isso foi um erro do narrador, que na verdade quis dizer que a maldição duraria 21 anos, independente da idade da Fera, e que por 21 anos ele e todos no castelo congelaram no tempo. Isso explicaria também o fato de que, quando a Belle quebra o encanto, ele está exatamente igual ao retrato que ele rasga no início do filme.

E eu escrevi isso tudo porque? Porque a nossa Kida Caiçara encontrou no DeviantArt uma artista que imaginou como a Fera seria logo quando foi transformado, com apenas 11 anos.

fera11anos-princesascaicaras

Fofo demais, né?! Foi por isso que eu fiz questão de contar essa história toda aqui no blog, haha! Quem teria coragem de ser ruim com um bichinho desse?! Parece um filhotinho (tá, não deixa de ser um mesmo)! No canto temos o mesmo em sua forma humana, também com 11 anos.

A responsável pela ilustração é Xibira e a análise dela completa sobre o assunto pode ser vista aqui.

E você? Qual sua opinião sobre a polêmica por trás da idade da Fera? Comente! 😀

– Ariel

Fan arts de Jeremiah Ketner

Jeremiah Ketner é um artista plástico norte-americano que faz ilustrações lindas sem ajuda de nada digital, tudo é feito a mão e é isso que torna o trabalho mais especial. Ele já desenhou algumas Princesas Disney e ficaram tão lindas que vale a pena a divulgação por aqui, apesar delas não fazerem parte de nenhuma série específica. Confira:

     

Para ver mais do trabalho de Jeremiah, clique aqui.

– Ariel

Os finais infelizes das Princesas Disney

Em 2009, o norte-americano Jeffrey Thomas criou um final alternativo e nada feliz para cada Princesa Disney. As ilustrações mostrando como seria esse fim trágico acabaram ficando bem famosas na internet como um crossover das princesas com zumbis – o que não deixa de ser verdade, afinal todas elas encontram a morte ao invés do príncipe, de acordo com o artista.

Quatro anos depois, um outro artista que atende pelo pseudônimo de Kasami-Sensei resolveu fazer a sua própria versão dos finais infelizes, totalmente inspirado pelo trabalho de Jeffrey.

Nas contas no DeviantArt de cada um deles há uma estorinha para cada personagem, detalhando como foi que elas chegaram naquele estado. As estórias (e os desenhos também) ficaram bem semelhantes com as originais do norte-americano, mas é legal ver uma perspectiva diferente, ainda mais quando se trata de um trabalho que ficou tão conhecido.

Veja algumas delas e compare (Jeffrey Thomas à esquerda e Kasami-Sensei à direita):

 

Alice acabou tendo sua cabeça cortada pela Rainha de Copas, mas enquanto na versão de Jeffrey o gato de Cheshire possui o seu corpo, na de Kasami o gato se torna o seu salvador, ressuscitando a garota, que se torna uma ladra de objetos pessoais no País das Maravilhas.

 

A Belle foi a primeira princesa desenhada para a série de Jeffrey, por isso o artista não criou nenhuma historia para ela – de certo ele não imaginava a proporção que seu trabalho tomaria. Portanto, vamos ter que deixar a imaginação fluir para saber o porque ela se encontra nesse estado. Já a versão de Kasami, assim como a de Jeffrey, mostra uma corda enrolada no pescoço de um dos personagens. Para ele, os moradores da vila levam Belle à forca por acreditarem que ela os traiu e ela vira um espírito no castelo da Fera.

 

O final que Jeffrey deu para Jane é bem simples. Ela vai parar em um lugar misterioso da mata, onde aparentemente nunca ninguém foi antes, e se perde por lá. Sem esperanças de ser encontrada novamente, ela vira uma espécie de Tarzan feminina. A versão de Kasami é um pouco diferente e mais macabra. Jane também se perde na mata, porém ao ser encontrada, o grupo percebe que ela não é a mesma e se comporta como um animal carnívoro, já tendo matado um monte de seres vivos. Então, eles a levam para a cidade e ela se torna uma atração de circo.

 

Para ambos artistas, Esmeralda é levada à fogueira, mas acaba sobrevivendo e, agora, sua única vontade é a sede de vingança por Frollo.

 

Ambas estórias praticamente iguais: Tiana foi possuída por espíritos do mal e voodoo (aliás, amei o desenho de Kasami).

 

Mais uma vez vamos ter que usar a imaginação para saber o que se passou na cabeça de Jeffrey quando ele desenhou a Branca de Neve escravizando os monstros-anões, hehe. Já na versão de Kasami, ele explica que a Rainha Má arrancou o coração da princesa e o botou em uma poção mágica do mal. Isso fez com que o corpo de Branca acordasse e, como seu coração estava numa poção do mal, o seu corpo também ficou guiado por forças malignas.

 

Jeffrey também não deixou nenhum conto para a Aurora, mas eu gosto tanto desse desenho dele que eu quis postar aqui. Já a versão de Kasami não me agradou muito, achei que ficou muito diferente e perdeu a essência da verdadeira personagem. A estória criada pelo artista conta que a princesa foi acordada a força pelas fadas, já que o príncipe foi morto em batalha contra Malévola. Assim, uma nova Aurora nasceu, e agora vive na mata com o único propósito de matar tudo que vê pela frente.

***

Ambas as séries são intituladas “Twisted Princess” e o restante pode ser visto no DeviantArt de cada artista. Clique aqui para ver as ilustrações de Jeffrey e aqui para as de Kasami.

– Ariel